Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Xô Carência

Atualizado: 15 de Ago de 2019

Carência é um alucinógeno. Droga pesada mesmo. Capaz de causar muitos e severos estragos.

Extremamente eficiente em distorcer a realidade e criar as mais variadas ilusões.

Seus efeitos colaterais mais graves podem ser decepções, desilusões, tristeza, depressão, entre tantos outros.

Pode ainda, causar graves desvios de caráter.

Há pessoas que tornam-se submissas, escravas, perdem suas identidades, abrem mão de sua essência, em troca de um pouco de atenção, de algumas migalhas do que pensam tratar-se de amor, em troca de ilusão.

São capazes de fazer coisas que desafiam seus princípios morais e põem de lado sua dignidade.

E ai de quem lhes tente abrir os olhos. Serão rotulados de infelizes, invejosos, moralistas.

Mas a boa notícia é que existe um tratamento. Um antídoto poderoso.

Esse antídoto é conhecido como AMOR PRÓPRIO e pode ser usado sem moderação, porque quanto mais amamos a nós mesmos, mais nos tornamos capazes de distribuir e retribuir amor, de forma sincera e genuína, sem cobranças.

Quando aprendemos a gostar da própria companhia, entendemos que ninguém é responsável pela nossa felicidade além de nós mesmos, aliás, ninguém merece carregar esse peso. E assim, estar na companhia de outra pessoa será uma questão de escolha, não de necessidade.

#pracegover imagem das pernas de uma noiva calçando tênis e saltando sobre um gramado, ao fundo o noivo a observa encostado a um muro.


66 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Limões

Distopia

Milagre