Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Quebra-cabeças

Um quebra-cabeças é formado por inúmeras partes, cada uma diferente da outra. O resultado é bacana, e cada peça tem seu lugar e sua função.

As pessoas tendem a pensar em coletividade como uma reunião de indivíduos que pensam e agem exatamente da mesma forma.

Não acredito que essa unanimidade seja algo produtivo.

Assim somos nós os seres humanos.

Cada coletividade é formada por indivíduos com características próprias.

E ninguém está aqui nesse mundo somente a passeio. Todos temos algo a aprender e também algo a ensinar.

Cada indivíduo é uma peça necessária em seu meio familiar, em sua cidade, país e consequentemente no mundo.

Estamos hoje, mais do que nunca, conectados.

Cada escolha individual pode de alguma forma afetar outras vidas.

Assim como na metáfora do efeito borboleta, que faz parte da teoria do caos, e segundo ela, resumidamente, o bater de asas de uma simples borboleta poderia provocar um tufão do outro lado do mundo.

Trazendo a teoria para a nossa realidade, algumas escolhas e atitudes podem realmente afetar não só a nossa vida mas também a vida dos que nos rodeiam. Ou até mesmo ter efeitos colaterais dispersos.

Boas escolhas refletem de forma a influenciar o nosso meio de forma positiva, beneficiando a nós e ao coletivo.

Escolhas negativas tendem a trazer caos, desordem e conflitos. Contudo, também elas tem algo a agregar. Uma vez que toda e qualquer situação negativa ou positiva, traz sempre algum crescimento.

E ao final, tudo se encaixa.

Basta que tenhamos paciência, tolerância e discernimento para observar cada peça e descobrir onde ela pode ser inserida no quebra-cabeças da nossa vida. E mais que isso, descobrir o nosso lugar e a nossa importante contribuição para a beleza do resultado da união de todas as peças.

#pracegover ilustração do perfil de silhuetas, na cor preta, de duas pessoas segurando peças de quebra-cabeça na cor cinza.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tropeços