Buscar
  • Claudia Vilas Boas

O coletivo

O coletivo é formado por indivíduos! Um bom coletivo se constrói através de indivíduos de boa qualidade, de pessoas de alma curada.

O que assitimos atualmente, é uma confusão danada com relação a essa questão de coletividade, e por isso temos hoje uma sociedade doente.

Coletivo não é uma fusão de seres que agem de forma igual como se fossem robôs.

Um coletivo sadio e positivo respeita as individualidades e consegue conviver com elas.

Essa ideia de “pensar coletivo” sempre serviu para manipular as multidões.

Ninguém cresce através do outro, cada um somente cresce e evolui através de suas próprias escolhas.

O livre arbitro é um direito inviolável. É através dele que moldamos nosso caráter, descobrimos nosso propósito e assumimos as responsabilidades pelas escolhas.

Quando se é conduzido pelas escolhas e opiniões alheias não há crescimento.

Deixar de percorrer seu próprio caminho te desviará da sua missão de vida.

Vemos hoje, em muitas situações, uma massa amorfa e desarmônica, caminhando sem rumo e repetindo absurdos sem nexo. Comportando-se como marionetes, que agem de acordo com o humor e as intenções de algum ser que apenas quer se divertir às suas custas.

Os que se rebelam e ousam romper seus fios e caminhar com suas próprias pernas, usar seus cérebros para questionar, acabam sendo massacrados e condenados a uma vida solitária, ou até a perder a vida, como tanto vimos ao longo do tempo.

Infelizmente, a história, que deveria servir para nos ensinar a não repetir erros, é ignorada, muitas vezes ocultada e manipulada, e a consequência disso é um ciclo desastroso, que se repete indefinidamente.

Até quando veremos isso? Será que algum dia conseguiremos nos olhar com respeito, empatia e compaixão?

Será que algum dia conseguiremos curar o nosso indivíduo, para formarmos uma sociedade salutar?

Aquele que acha que o outro deve garantir a sua sobrevivência, o seu conforto, a sua vida, de acordo com as suas diretrizes, não entendeu o que é coletividade. Pois há muitos que pregam a respeito disso, usando discursos dramáticos, carregados de frases de efeito, mas que não passam de atores canastrões, encenando um espetáculo bizarro. A intenção é manipular legiões para aderirem à sua opinião.

Coletividade saudável traz intrínseco o conceito de convivência harmônica das diferentes formas de ser e pensar, sem que ninguém tente impor nada a ninguém.

O ser humano rejeita tudo o que é forçado, mesmo que aparentemente ele siga o que é imposto, pois sua essência é ser livre. E os efeitos dessas imposições sempre serão nocivos e imprevisíveis.

Ele se transforma em uma bomba ambulante, a ponto de explodir ou implodir. Acabará por destruir o que o rodeia ou destruir a si mesmo.

A cura individual não tem nada a ver com egoísmo, precisamos primeiro nos transformar em pessoas melhores, empáticas, compassivas, para só assim construirmos uma humanidade com qualidade e bons valores.

A base, como sempre, é o respeito. Somente quando nos respeitamos e amamos, conseguimos respeitar e amar aos outros. E, antes de qualquer coisa, aprenderemos a tentar ver o mundo pelos olhos do outro, com o direito de discordar sem agredir, respeitando as escolhas individuais, que são a base para uma convivência pacífica e harmônica.

Somos seres únicos, contribuindo com nossa singularidade para a evolução da humanidade. Não cabe a ninguém escolher pelo outro. Como já dizia o Mestre "A cada um será dado segundo suas obras".

#pracegover ilustração de silhuetas coloridas de várias pessoas, em posições diversas, tendo sobre suas cabeças balões de diálogo de formatos e cores diferentes. Cores presentes na imagem: vermelho, amarelo, verde, lilás, azul, laranja e rosa.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tropeços