Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Haters

Conversando com amigos do meio literário, todos passam por um problema muito comum. As críticas destrutivas dos "haters".

Alguns respondem, se estressam, ficam chateados, e com muita razão.

Eu fiquei pensando a respeito e cheguei à conclusão de que é o tipo de pessoa que nem merece resposta, não merece um segundo sequer de atenção. A melhor resposta é mesmo o silêncio.

Porque analisando esse tipo de comportamento ele me parece um pouco patológico.

Estou me referindo ao meio literário por ter maior conhecimento nesse seguimento, mas isso ocorre em todo tipo de mídia.

Existem inúmeros estilos de escrita e enredos, e todos eles têm seu público. Tem alguns gêneros literários que não me agradam e portanto não os consumo, mas existe um público que gosta e consome. Assim como muitos podem não ter interesse pelo que eu gosto. E ok. Viva a diversidade!!!!! Graças a Deus tem espaço para todos.

O que eu considero uma atitude equilibrada? Li, não gostei, não consumo. Vou buscar algum conteúdo que me agrade. Próximoooooo...e vida que segue.

Por que cargas d’água eu iria na publicação daquele escritor despejar críticas e desmerecer seu trabalho?

E algumas críticas são extremamente cruéis e pesadas. Se o autor ou autora não tiverem confiança, se forem iniciantes, por exemplo, isso pode causar um grande estrago.

Então me peguei pensando, se um hater merecesse alguma resposta, qual seria?

Acho que eu diria a ele que a crítica dele diz mais respeito a ele do que a mim. Que é óbvio que ele tem todo o direito de escolher consumir o que lhe agrada, mas o que ele ganha destruindo o que alguém trabalhou muito para construir? Algo que talvez tenha exigido muito sacrifício. Pois por trás da obra há um ser humano, que tem uma história que ele não conhece. E que na verdade aquela crítica não tem a ver com a obra em si, nem com o autor, mas com as suas próprias frustrações. Não há outra explicação para tanto ódio gratuito contra alguém que sequer se tem ideia de quem seja.

É isso o que penso sobre esse tipo de gente. São pessoas tão insatisfeitas consigo, que o trabalho e as conquistas alheias, mesmo que pequenas, são como um soco no estômago, que as faz vomitar todo tipo de lixo não digerido. Todas as suas expectativas frustradas.

É triste! É realmente lamentável. Por isso qualquer resposta, na verdade seria inútil.

Então só fica mesmo o desejo de que essa pessoa se ilumine e alcance a paz.

Porque quem está em paz não faz inferno na vida de ninguém. Simples assim.

#pracegover imagem de um notebook sobre uma mesa, de sua tela está saindo uma mão monstruosa tocando o teclado. Ao lado uma xícara de café e uma caderneta com uma caneta sobre ela.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Culpa