Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Furacão

Quem nunca passou por períodos em que tudo que poderia, hipoteticamente, dar errado, realmente dá?

A tal da "Lei de Murphy", alguma vezes, nos atropela em nível hard.

Nesses momentos toda a nossa vida parece girar num feroz redemoinho.

A rotina vira de cabeça para baixo, e nos vemos lutando para achar a saída.

Parece assustador, e durante a tormenta, na verdade, é aterrorizante.

Porém, depois que a ventania acalma, o furacão se vai. E com ele, via de regra, vão embora muitas coisas desnecessárias que bloqueavam nosso crescimento, sem que nos déssemos conta.

Ao iniciarmos o processo de reorganização, podemos nos deparar com novas formas de acomodar o que nos rodeia. O que deixará a vida mais leve e com um ritmo melhor.

No momento em que tudo gira de forma desgovernada à nossa volta, nos sentimos perdidos e até achando que não daremos conta. Que tudo aquilo está além das nossas capacidades e possibilidades.

Contudo, passado o vendaval, aprendemos que, em meio ao furacão, para achar a saída, não podemos nos debater. Observação, paciência e discernimento nos mostrarão o caminho. Depois de tudo nos devidos lugares, o olhar muda, a paisagem ao redor ganha novas cores, o céu fica mais azul e o sol brilha no mais puro dourado.

E quanto a nós, mais fortes e prontos para o que a nova trajetória nos trouxer.

E que venham os furacões, pois não lutaremos mais, já conhecemos a cadência e rodopiaremos junto. "Segue o baile".

#pracegover ilustração de uma mulher ruiva, usando um vestido longo preto, ao lado de uma árvore preta, ambos flutuando em meio a um redemoinho em tons de vermelho.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Limões

Distopia

Milagre