Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Força

Em momentos de crise muito se fala em superação e força para vencer as barreiras.

Mas o que é ser forte?

Permanecer calmo e otimista 24 horas por dia?

Confesso que sou uma pessoa bastante positiva, mas isso não que dizer que vez ou outra eu não me dê o direito de surtar.

Quantas vezes nos sentimentos à beira de um abismo, ou nos parece que nosso emocional está desabando, desmoronando e vislumbramos nosso equilíbrio soterrado em meio aos escombros.

Por um momento pensamos que não sobreviveremos.

Mas lá no fundo sabemos que há uma saída, tomaremos fôlego, limparemos a poeira e voltaremos nossas energias à reconstrução.

Muitas pessoas se perdem por tentarem PARECER fortes. Não precisamos disso.

Chorar, se indignar, sentir raiva, não é sinal de fraqueza.

Precisamos colocar para fora esses sentimentos, nos esvaziarmos e nos livramos dessas cargas tóxicas. E a partir daí tentar encontrar os caminhos, as alternativas que nos levarão às possibilidades de solução.

Raiva, desde que não usada para agredir a alguém, não é totalmente negativa. Em alguns casos ela é a mola propulsora.

Lembro de uma frase que ouvi pronunciada de forma irônica e divertida, em que a pessoa disse que conseguiria vencer uma dificuldade nem que fosse pela “força do ódio”. Na verdade ela estava irritada com a dificuldade e isso a tornou mais determinada a vencê-la.

Todos nós trazemos intrinsecamente as ferramentas que nos permitem ultrapassar os obstáculos que a vida nos apresenta e devemos usá-las de acordo com nossos próprios manuais.

O que, não raras vezes, nos traz inabilidade no manejo de nossas ferramentas é tentar usá-las de acordo com manuais alheios. As instruções de nada nos servirão.

Então se precisar se descabelar, faça isso, chore, não tenha medo de se afogar em suas lágrimas e deixe doer. Coloque para fora. A sensação que fica depois da tempestade, é de alivio, de céu limpo, o cérebro está liberado para encontrar soluções.

E aí, pegue sua caixinha de ferramentas e vire e revire, analise tudo que pode ser útil, cada pecinha, e não tenha medo de testar cada uma. Errando e acertando. É assim que se aprende, é assim que crescemos e descobrimos a nossa imensa força interior.

É um exercício constante.

Cada obstáculo nos torna mais fortes diante dos reveses que a vida nos impõe. É nossa “academia” moral. E a gente vai ficando cada vez mais “fitness “ emocionalmente. E se a alma está “sarada”, a mente está em equilíbrio, o que acarreta saúde e bem estar para o nosso corpo e para nossa vida.

Que tal iniciar esse treino ainda hoje?

#pracegover ilustração de uma mulher agachada segurando uma barra com pesos e do corpo dela luzes de várias cores se irradiam.


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mensagem

© 2018 by Textos Soltos.

Proudly created with Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now