Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Doçura no olhar

Atualizado: 15 de Ago de 2019

Existem pessoas tão amargas que levam a vida como se fossem um negativo de filme das antigas fotografias.

Só enxergam o avesso das coisas, os defeitos, a escuridão.

Vivem para apontar o que o mundo tem de pior.

Passam os dias a reclamar de tudo e de todos num pessimismo sem fim.

Muitas vezes o fazem com ironia como se fossem os donos da razão.

Incapazes de olhar a vida de uma forma positiva e ver que para tudo há uma saída.

Que nem tudo é o que parece ser e que às vezes nós não conseguimos enxergar o positivo das situações por não querer abrir mão de opiniões arraigadas e por pura teimosia.

Antipatizam com quem sequer conhecem bem. "Desgostam" com a maior facilidade.

Muito boas em apontar os erros alheios, mas péssimas em olhar para as próprias atitudes.

Elogios são raros em seus lábios, mas as críticas são frequentes.

De onde vem tanto amargor?

Com certeza de feridas que não foram expostas ou curadas.

De dores não assumidas que corroem a doçura da alma.

Aos que conseguem ver o mundo de uma forma mais positiva e com amor, convém agir no sentido oposto.

Não condenar ou se magoar com esse tipo de pessoa. Eu sei, eu sei que muitas vezes a vontade é de mandar pra...bem longe, mas temos que procurar entender que toda essa amargura, toda essa negatividade em relação ao mundo, deve ter muita dor por trás.

E não apontemos dedos ou façamos julgamentos, pelo contrário, tentemos mostrar que sempre há algo bom.

Que um sorriso pode mudar o dia de alguém. Que atitudes positivas podem mudar o mundo ao seu redor.

Que muitas vezes precisamos mudar o olhar, ouvir sem julgar e ter o coração aberto às oportunidades de crescimento que as dificuldades nos oferecem.

O mundo só será um lugar melhor quando nós nos tornarmos pessoas melhores.

Hoje a informação se espalha mais rapidamente, contudo nem sempre da melhor forma, ou de forma justa.

Tem sim muita coisa ruim acontecendo, mas ao mesmo tempo existem inúmeras pequenas coisas boas acontecendo também, embora os holofotes prefiram se voltar para o mal como se a humanidade tivesse se transformado em urubus atrás de carniça. Sejamos então as lanternas a iluminar e mostrar a imensidão de formiguinhas trabalhando anônimas em benefício dos demais. E como abelhas poderemos disseminar o bem ao redor do mundo.

Ah humanos! Temos a pretensão de ser a espécie mais inteligente sobre a terra, mas a natureza com toda a sua simplicidade, tem muito a nos ensinar, cabe a nós a humildade de ao menos observar com mais atenção e mais doçura no olhar.

#pracegover imagem de um prato com o desenho de uma gatinha e no centro do prato, entre os olhos da gata uma fatia colorida de bolo, ao lado um garfo apoiado.


79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mensagem

© 2018 by Textos Soltos.

Proudly created with Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now