Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Competitividade

Existem pessoas que passam a vida inteira competindo. Sempre com os olhos voltados para os outros e tendo como objetivo superá-los. Com qual finalidade? Mostrar a todos que é melhor do que eles?

Será mesmo que essa prova de superioridade não está tentando encobrir a imagem distorcida que se tem de si próprio? Talvez uma baixa autoestima e por isso a necessidade de autoafirmar-se externamente?

Competitividade com parceiros afetivos, amigos, irmãos, familiares, enfim, com as pessoas que os rodeiam e com as quais se relacionam é uma atitude desgastante para todos.

Quando o sucesso do outro incomoda, vejo que na verdade o que mais falta ali é amor, falta uma boa dose de amor...próprio.

Quantos casais se deixam contaminar pela competição, envenenando a convivência? Se deixassem de lado o orgulho e investissem na parceria, aproveitando as qualidades de cada um, isso proporcionaria uma união mais harmônica, feliz e com ganhos e aprendizados para ambos.

Até mesmo em uma competição esportiva acredito que a maior superação seja vencer os próprios limites. Manter o foco nos próprios objetivos. Trabalhar para melhorar o rendimento, os acertos, aprender com os erros, e alcançar o sucesso em razão de sua determinação em se aprimorar, em crescer e chegar aos resultados tão almejados.

Enquanto nos preocuparmos em apenas competir, nossos limites estarão sendo traçados pelos outros, por aqueles a quem pretendemos vencer. E talvez com isso acabemos por não conseguir conhecer e explorar o nosso potencial da melhor forma possível.

Afinal não há concorrente mais difícil de vencer do que as limitações que estabelecemos a nós mesmos, inclusive delimitando nosso potencial baseados nas capacidades alheias.

Trace metas, sonhe, e acima de tudo entenda que os maiores adversários em quaisquer batalhas da vida, serão sempre a falta de confiança e determinação. Se acreditar e mantiver o foco nos seus próprios objetivos você com certeza será um vencedor.

#pracegover imagem em preto e branco do centro de uma alvo, com dois dardos cravados bem próximos um do outro.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tropeços