Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Compassivo Sim, Passivo...Jamais

Não se deve confundir compassividade com passividade.

Ser compassivo não é permanecer apático, inerte.

Muitas vezes, por compaixão, devemos agir, ter atitudes positivas e proativas.

O sujeito passivo, vive na inércia. Espera que as coisas aconteçam sem sua interferência.

Isso difere também da pessoa pacífica, aquela que busca a paz, a harmonia.

Para pacificar algumas situações há necessidade de agir em prol disso.

Hoje vivemos um tempo que nos pede para ser compassivos, mas não passivos.

A tão sonhada paz no nosso mundo está a nos exigir atitudes.

Vivemos em meio a uma guerra que se trava de forma silenciosa, sem fuzis, bombas nem canhões.

Não há mortes físicas? Sim, há muitas, mas elas resultam da morte da ética, da moral, dos valores.

A busca pelo poder tem passado como um tanque de guerra sobre os seres humanos.

Muitos desistem de lutar e se deixam aprisionar.

Contudo, sempre há aqueles que resistem. Que munidos de compaixão e coragem, lutam, se expõem, apanham, mas persistem na batalha. Essa sim, por um bem maior. Lutam pela liberdade, pela paz, pela harmonia, a favor de todos, até mesmo dos passivos, que têm uma boa parcela de participação no caos instalado.

Combatem o bom combate, a fim de melhorar o mundo para todos, até mesmo para seus agressores. Pois, acreditam, que a todos deve ser dada a oportunidade de aprender com suas falhas. Porém, estão cientes de que isto depende da escolha de cada um. E isso faz parte do objetivo final: liberdade.

A liberdade de escolher e arcar com as consequências dessas escolhas, para o bem e para o mal.

Chegamos em um ponto em que não há mais tempo para covardia e discursos vazios.

É hora de resistir verdadeira e objetivamente. Não aquela “resistência” de narrativas.

Resistir à toda a negatividade e maldade, com atitudes e enfrentamento.

Em número, esse exército está em desvantagem, mas em força, determinação e principalmente, fé, ele é imbatível.

É chegada a hora, sejamos pacificadores e compassivos, mas passivos jamais.

O despertador está gritando, a hora da soneca acabou. Vista sua armadura e junte-se ao exército da nova era. O tempo urge, é o momento da luz vencer a escuridão.

#pracegover #pratodosverem Imagem de uma lanterna acesa em meio a um campo coberto por pequenas moitas, da qual se espalham numerosos pontos de luz. Ao fundo frondosas árvores cobertas por neblina.


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ascensão