Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Alma Musical

Na minha época de infância e adolescência, era comum nos restaurantes, principalmente churrascarias, e também em bares, a apresentação de música ao vivo.

Acho que essa curiosidade pelos fatos do cotidiano desde cedo era muito presente em mim.

Eu observava que raramente alguém prestava atenção nas pessoas que se apresentavam ali.

E eu ficava imaginando o que será que passava na cabeça daqueles músicos que, provavelmente, se preparavam, ensaiavam, escolhiam repertório e que raramente recebiam alguma atenção ou aplauso.

Eu até entendo que as pessoas buscavam esses lugares com outras finalidades, principalmente comer e beber. Contudo, esse descaso me causava um certo desconforto e constrangimento.

Quantos cantores famosos, iniciam suas carreiras de forma anônima, cantando em locais em que, na maioria das vezes, poucos prestavam atenção ao seu talento. E, no entanto, quanto atingem o estrelado, as pessoas disputam ingressos e uma oportunidade para se aproximar.

Eu me pergunto, o que leva as pessoas a terem essa atitude? O que as atrai?

Muitas vezes me parece que o que conta para eles é uma super produção, um bom agente, contratos importantes, glamour, aparência.

Mas, e o talento? Pois há tantas vozes maravilhosas e músicos excepcionais vivendo no ostracismo, enquanto outros se tornam celebridades com tão pouco a oferecer. Sem composições que toquem o coração, sem poesia, sem mensagens, sem histórias a serem contadas e cantadas.

E isso me traz de volta aquela sensação de desconforto e constrangimento. De pesar pelos talentos desperdiçados.

Porque, infelizmente, para muitos uma pessoa não vale pelo que ela é, mas pelo que aparenta ser ou ter. Não valorizam o conteúdo, somente a forma, a embalagem.

Mas por outro lado, fica também um sentimento de admiração por aqueles que não trocam sua essência, não vendem sua alma por um punhado de moedas.

Que vivem sua verdade de forma genuína, valorizando os dons que receberam de presente e com os quais conseguem tocar outras almas sensíveis. E isso…basta.

#pracegover ilustração em preto e branco de um coração formado por notas musicais.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Limões

Distopia

Milagre