Buscar
  • Claudia Vilas Boas

Acaso

Acho engraçado quando dizem que é impossível se conhecer alguém ou se relacionar se você não estiver cadastrado em algum aplicativo, site de relacionamentos ou qualquer rede social.

Sei lá, eu nasci em uma época em que as pessoas simplesmente se conheciam. Numa festa, ou por amigos em comum, em uma livraria, na rua, enfim, ao acaso. Era uma época em que os encontros aconteciam de forma natural.

Talvez hoje isso não aconteça com tanta frequência pois as pessoas estão tão ligadas a seus celulares e notebooks que esquecem que o mundo em que vivem não é virtual. Que se levantarem os olhos e olharem em volta vão descobrir que existe um mundo real ao seu redor, cheio de cores, aromas e sabores. Pessoas que podem ser tocadas, abraçadas e beijadas. Sorrisos lindos e sonoros em todos os tons e sons, além dos hahahaha, kkkk, ou do tímido rsrs. Existe uma vida que pulsa intensamente e que está sendo ignorada.

Redes sociais são fantásticas para propiciar reencontros com pessoas com as quais havíamos perdido contato, mas a partir daí os abraços deveriam ser reais.

Estamos tão conectados virtualmente, mas tão absurdamente desconectados do mundo e das pessoas que nos rodeiam, que desconfio que até mesmo o acaso, cupido de tantos encontros inesperados, que resultaram em lindas histórias de amor, já desistiu de nós.

Então, bem que poderíamos dar uma chance a ele, levantar os olhos, falar ao vivo, abraçar e beijar sem emojis, de verdade mesmo. E deixar que a vida nos surpreenda.

#Pracegover imagem de um notebook aberto e sobre o teclado três bonequinhos brancos fazem cabo de guerra contra outros que estão do outro lado da tela, dentro do notebook, e ao lado um outro bonequinho está desconectando o cabo da rede.


27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mensagem

© 2018 by Textos Soltos.

Proudly created with Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now